[Resenha] Memórias de Uma Gueixa

/
20 Comments
Memórias de Uma Gueixa foi escrito pelo norte-americano Arthur Golden e considerado um best-seller. Teve uma adaptação para o cinema em 2005. O filme é lindo, no entanto o livro é mais rico em detalhes.

Confesso que quando ouvi pela primeira vez a palavra gueixa, o sentido dado a ela foi totalmente diferente do que conheci na história de Golden, que por sinal é um livro fascinante. 

Um dos pontos mais importantes é nos mostrar a fundo a cultura japonesa pré-guerra e depois dessa, segundo por nos mostrar o rigoroso treinamento para se tornar uma gueixa, não bastando apenas ser bonita.

A história é um romance autobiográfico de uma das gueixas mais famosas de Gion - distrito das gueixas de kyoto que se distingue por manter as tradições - Nitta Sayuri uma gueixa de olhos acinzentados de uma beleza exuberante. Nascida como Chyio em uma pequena vila de pescadores, junto com sua irmã foi tirada tragicamente de seu pai logo após a morte da mãe. A princípio não aceita a ideia de ter que se tornar uma gueixa.

Sayiuri sofre muito durante o tempo de aprendiz no okyia (casa de gueixas) e é em meio a uma crise que conhece o "presidente" homem pelo qual se apaixona e luta imensamente contra esse sentimento, já que ela não pode se apaixonar nem ter um relacionamento comum.
Considero um dos melhores livros que já li, tanto para aprender um pouco mais sobre o Japão quanto saber como as mulheres da época eram tratadas. É uma leitura muito rica mesmo sendo de ficção durante todo o livro eu me perguntava se realmente não se tratava de uma história real de tão bem escrita.

É impossível não ler o livro e acreditar que Sayiuri realmente fez uma biografia. Ela se torna uma amiga tão íntima que nos revela seus segredos guardados a sete chaves e apesar de pensar que se trata de uma ficção fico com o coração na mão.


Curta também

Tecnologia do Blogger.