O Fantasma de Canterville – Oscar Wild

/
1 Comments

Ano: 1887
Editora: Leya – Casa da Palavra
Páginas: 94
Onde Comprar: Submarino | Cultura | Saraiva
Nota: 4/5


Um fantasma habilidoso vê o feitiço virar contra o feiticeiro quando a casa que ele assombrava passa a ser aterrorizada pelos novos proprietários, para lá de vivos.







O Fantasma de Canterville é um clássico da literatura infantil, publicado em 1887 – antes do conhecido O retrato de Dorian Gray, publicado em 1890. Essa edição foi publicada em 2011 pela Editora Leya – Casa da Palavra e tem ilustrações do aclamado Romero Cavalcanti.

 Canterville Chase é um lugar mal assombrado e poucos tem interesse de viver na mansão. Diz a lenda que Sir Simon de Canterville assassinou sua esposa, Lady Eleanore de Canterville, em 1575, desaparecendo depois do ocorrido, sendo assim, sua alma vaga pela antiga morada, perturbando os membros da família e criadagem.  Foram 300 anos bem- sucedidos na carreira do fantasma, até o dia em que o Mr. Hiram B. Otis se muda para a Inglaterra para tratar de negócios, já que é o Ministro Norte-Americano. Avisado antes de que iria comprar um lugar mal assombrado, Mr. Otis não se importa e aceita comprar o fantasma também. – Ele não veio de brinde.

Uma antiga criada, Mrs. Umney, conta para os novos moradores histórias mirabolantes que aconteceram com quem ali morou. A família Otis não se importa com os avisos e acreditam que alguns dos problemas podem ser resolvidos com produtos que trouxeram do Novo Mundo.

Mesmo com toda a ironia dos novos moradores, Sir Simon, o fantasma com um currículo pra lá de bom, não se deixa abater de primeira e tenta todas as suas formas mais assustadores para deixá-los aterrorizados. Contudo, vê que suas tentativas são em vão e parece ser inútil continuar fazendo maldades. Assim, com a ajuda da filha do Ministro Norte-Americano, Virgínia Otis, ele tenta se tornar um fantasma melhor mas  quem garante que isso não se trata de apenas mais uma traquinagem do fantasma de Canterville.

A escrita irônica de Wilde retrata problemas que continuam atuais, como o consumismo para resolver problemas do dia-a-dia. As ilustrações dessa edição não deixaram a desejar, me senti novamente com um espírito infantil que acredita em cada conto de fadas. Oscar Wilde faz jus de ser um autor que é lembrado constantemente.


Curta também

Tecnologia do Blogger.